Translate

sábado, 13 de julho de 2019

Lei Lucas - 13722/2018

  De acordo com os dados da ONG CRIANÇA SEGURA (2015), no ano de 2013 foram 4.580 mortes de crianças de 0 a 14, sendo 18% causado por sufocamento, resultando um aumento de 10% em relação ao ano anterior. Outras causas das mortes como afogamento (24%), queimaduras (6%), quedas (5%) e intoxicação (2%) também podem ocorrer em ambiente escolar. Foram mais de 122 mil hospitalizações em 2014. O estudo indica ainda que a prevenção é a melhor opção.

  A aprovação da Lei Lucas pelo governo federal em 2018 entrou em vigor em 2019 e vai de encontro a esta necessidade, indicando que os estabelecimentos de ensino devem qualificar os profissionais da educação em procedimentos de primeiros socorros.

  A Lei Federal nº 13.722 de 04/10/2018 conhecida como Lei Lucas torna obrigatória a capacitação em noções básicas de primeiros socorros de professores e funcionários de estabelecimentos de ensino públicos e privados de educação básica e de estabelecimentos de recreação infantil.

O texto completo da lei pode ser lido neste link:

  Esta lei traz uma nova perspectiva sobre o assunto e ainda há muito por fazer, como por exemplo a inclusão da disciplina de primeiros socorros na formação dos professores no diversos cursos de pedagogia e licenciatura, assim como a inclusão da disciplina no currículo escolar obrigatório.

  Esperamos que todos os envolvidos e as autoridades se sensibilizem em modificar nossa cultura no sentido da prevenção e preparação, tornando o ambiente mais seguro para todos.

Se você é um profissional da educação, sugerimos a leitura do livro virtual disponível na Amazon:
Primeiros Socorros – E agora, o que fazer?
 Livro Virtual na Amazon



sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Disque 180 - Central de atendimento à Mulher


No dia 25 de novembro é o dia internacional da luta contra a violência à mulher.



O Ligue 180 foi criado pela Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), em 2005, para servir de canal direto de orientação sobre direitos e serviços públicos para a população feminina em todo o país (a ligação é gratuita). 

Ele é a porta principal de acesso aos serviços que integram a rede nacional de enfrentamento à violência contra a mulher, sob amparo da Lei Maria da Penha, e base de dados privilegiada para a formulação das políticas do governo federal nessa área. 

Em março de 2014, o Ligue 180 transformou-se em disque-denúncia, com capacidade de envio de denúncias para a Segurança Pública com cópia para o Ministério Público de cada estado.






Em São Paulo a Lei Municipal 16.684, de 10-7-2017 decreta:

Art. 1º Fica obrigatória, no âmbito do Município de São Paulo, a divulgação do serviço Disque Denúncia da Violência Contra a Mulher, nos seguintes estabelecimentos:

I - hotéis, pensões, motéis, pousadas e outros que prestem serviços de hospedagem;

II - bares, restaurantes, lanchonetes e similares;
III - casas noturnas de qualquer natureza;
IV - clubes sociais e associações recreativas ou desportivas, que promovam eventos com entrada paga;
V - agências de viagens e locais de transportes de massa;
VI - salões de beleza, academias de dança, ginástica e atividades correlatas;
VII - postos de serviço de autoatendimento, abastecimento de veículos e demais locais de acesso público;
VIII - prédios comerciais e ocupados por órgãos e serviços públicos.
Parágrafo único. A obrigatoriedade de que trata esta lei deve ser estendida aos veículos em geral destinados ao transporte público municipal.

Art. 2º Fica assegurada ao cidadão a publicidade do número de telefone do Disque Denúncia da Violência Contra a Mulher por meio de placa informativa, afixadas em locais de fácil acesso, de visualização nítida, fácil leitura e que permitam aos usuários dos estabelecimentos a compreensão do seu significado.

Art. 3º Os estabelecimentos especificados nesta lei deverão afixar placas contendo o seguinte teor:
 
VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER: DENUNCIE DISQUE 180
CENTRAL DE ATENDIMENTO À MULHER

sexta-feira, 26 de outubro de 2018

Disque 100 - violações de direitos humanos



O Disque 100 funciona diariamente, 24 horas por dia, incluindo sábados, domingos e feriados.
As ligações podem ser feitas de todo o Brasil por meio de discagem gratuita, de qualquer terminal telefônico fixo ou móvel (celular), bastando discar 100.
O serviço pode ser considerado como “pronto socorro” dos direitos humanos pois atende também graves situações de violações que acabaram de ocorrer ou que ainda estão em curso, acionando os órgãos competentes, possibilitando o flagrante.
O Disque 100 recebe, analisa e encaminha denúncias de violações de direitos humanos relacionadas aos seguintes grupos e/ou temas:

  • Crianças e adolescentes
  • Pessoas idosas
  • Pessoas com deficiência
  • Pessoas em restrição de liberdade
  • População LGBT
  • População em situação de rua
  • Discriminação ética ou racial
  • Tráfico de pessoas
  • Trabalho escravo
  • Terra e conflitos agrários
  • Moradia e conflitos urbanos
  • Violência contra ciganos, quilombolas, indígenas e outras comunidades tradicionais
  • Violência policial (inclusive das forças de segurança pública no âmbito da intervenção federal no estado do Rio de Janeiro)
  • Violência contra comunicadores e jornalistas
  • Violência contra migrantes e refugiados

O que você precisa informar para registrar uma denúncia pelo Disque 100?
  • Quem sofre a violência? (vítima)
  • Qual tipo violência? (violência física, psicológica, maus tratos, abandono, etc.)
  • Quem pratica a violência? (suspeito)
  • Como chegar ou localizar a vítima/suspeito
  • Endereço (estado, município, zona, rua, quadra, bairro, número da casa e ao menos um ponto de referência)
  • Há quanto tempo ocorreu ou ocorre a violência? (frequência)
  • Qual o horário?
  • Em qual local?
  • Como a violência é praticada?
  • Qual a situação atual da vítima?
  • Algum órgão foi acionado?

Quem pode utilizar este serviço?

Qualquer pessoa pode fazer uma denúncia.

O Disque 100 recebe denúncias anônimas?

Sim. O Ministério dos Direitos Humanos recebe denúncias anônimas e fornece número de protocolo para que o denunciante possa acompanhar seu andamento.

O Ministério dos Direitos Humanos só recebe denúncias por telefone?

Não! Você tem três opções para registrar sua denúncia: Disque 100, aplicativo Proteja Brasil e Ouvidoria Online.

Disque 100: O usuário disca para o número 100, passa pelo atendimento eletrônico e, após selecionar a opção desejada, é encaminhado ao atendimento humano. O atendente registra a denúncia e fornece o número do protocolo.


Aplicativo Proteja Brasil: O usuário vai à loja de aplicativos do seu celular e faz o download, gratuitamente, do aplicativo Proteja Brasil, disponível para iOs e Android. Rapidinho, respondendo um formulário simples, o usuário registra a denúncia, a qual será recebida pela mesma central de atendimento do Disque 100. Se quiser acompanhar a denúncia, basta ligar para o Disque 100 e fornecer dados da denúncia.

Fonte: http://www.mdh.gov.br

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

Sinais e Sintomas



Sinais são as informações que o corpo fornece e que podem ser verificadas, medidas ou aferidas, onde facilmente pode-se identificar alguma alteração nas funções. Exemplos: respiração (ventilação), pulso, temperatura, umidade, coloração, pressão arterial.






Sintomas são as informações fornecidas pela pessoa verbalmente a respeito de alterações da percepção normal que ela tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo e de suas sensações. São subjetivos, sujeitos à interpretação. Exemplos: dor, desconforto, náusea, tontura, sensação de desmaio, cansaço, frio, falta de ar, aperto no peito, confusão mental, cólicas, coceiras, etc


sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Nova Escala de Coma de Glasgow

A Escala de Coma de Glasgow é muito utilizada no Ambiente Pré-Hospitalar (APH), onde de acordo com a pontuação os profissionais envolvidos podem alterar prioridades no atendimento ou desencadear procedimentos, além de acompanhar a evolução daquele paciente, principalmente em caos em que pode haver disfunções neurológicas, como no caso de traumatismo craniano (TCE).



A escala teve uma alteração em 2018, que passou a ser referenciada pelo mnemônico GCS-P (Glasgow Coma Scale Pupils Score) e a pontuação possível passou a ser de 1 a 15 pontos.

Para pontuar, o socorrista avalia a Abertura Ocular, a Resposta Verbal e a Melhor Resposta Motora.
Para quem já conhecia a escala antiga, segue uma tabela comparativa:



Para memomorizar as pontuações possíveis são:  O (4),  V (5),  M(6)

Para a avaliação das pupilas, o valor é abatido da pontução geral OVM com os seguintes valores:
(2) Inexistente: nenhuma pupila reage ao estímulo de luz
(1) Parcial: apenas uma pupila reage ao estímulo de luz.
(0) Completa: as duas pupilas reagem ao estímulo de luz




Segue o link para o documento de orientação da Escala de coma de Glasgow em Português.

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

CEATOX - Centros de Assistência Toxicológicas




    A intoxicação é o conjunto de sinais e sintomas causados pela exposição à substâncias químicas nocivas ao organismo, como remédios em doses excessivas, plantas, picadas de animais venenosos, metais pesados como chumbo e mercúrio, ou exposição a inseticidas, agrotóxicos e produtos de limpeza.

  Uma intoxicação é uma forma de envenenamento, e pode provocar reações locais, como vermelhidão e dor na pele, ou sistêmicas, como vômitos, febre, suor intenso, convulsões, coma e, até, risco de morte. O tipo, a intensidade e a quantidade de sintomas de intoxicação variam de acordo com o tipo de substância tóxica, a quantidade e estado físico da pessoa. Além disso, as crianças e os idosos são mais sensíveis a intoxicações.
  O tratamento geralmente pode ser feito com lavagem gástrica ou uso de remédios ou antídotos prescritos pelo médico, por isso é necessário obter o máximo possível de informações da substancia suspeita.  Não provocar o vômito nem administrar nada sem antes entrar em contato com um telefone de emergência. (há casos em que provocar o vômito agrava o problema)


  O Disque Intoxicação Nacional 0800 722 6001 (ligação gratuita)  atende todo o Brasil e na região de São Paulo há o 0800-0148110 - atendimento 24h (CEATOX Hospital das Clínicas USP) e o 0800-77113733 - atendimento 24h (CEATOX Hospital Jabaquara).

  Em caso de intoxicação o CEATOX fornece auxílio telefônico enquanto se desloca para uma unidade de emergências ou mesmo enquanto aguarda a chegada das unidades de atendimento do SAMU 192 ou do Corpo de Bombeiros 193.

  Sempre que possível localize e leve junto a embalagem/rótulo do produto inalado/ingerido/exposto que pode (e em muitos casos deve) conter informações toxicólogicas importantes para identificar o tratamento adequado.


Neste Link abaixo estão relacionados os endereços e dados de contato dos Centros de Assistência Toxicológicas - CEATOX pelo Brasil:
http://www.cvs.saude.sp.gov.br/procura_det.asp?procura_id=6



segunda-feira, 8 de janeiro de 2018



 LIBRAS é a sigla de Língua Brasileira de Sinais. As línguas de sinais (LS) são as línguas naturais das comunidades surdas. Ao contrário do que muitos imaginam, as línguas de sinais não são simplesmente mímicas e gestos soltos, utilizados pelos surdos para facilitar a comunicação.

 Considera-se a LIBRAS uma língua por possuir corretamente os níveis linguísticos fonológico, morfológicos, sintático e semântico, e o que vai diferenciar essa língua das demais é a sua modalidade visual-espacial, pois, o que denominamos de palavra na língua oral-auditiva, na LIBRAS é denominado por sinais.

 A Língua de Sinais não é universal, visto que cada país possui a sua própria língua, o mesmo ocorre na Língua de Sinais, há variações de acordo com cada lugar. O que acontece é que a cultura local provém muito nos resultados da língua, e as expressões são influenciadas pelo regionalismo, o que vai justificá-la ainda mais como língua.

 Os sinais são movimentos específicos realizados pelas palmas da mão, e dependem de um ponto ou espaço de localização em que esses sinais são realizados, pois, como toda língua, também deve ser padronizada e isso acontece através de alguns parâmetros traçados para que todos realizem e possam compreender uns aos outros.

 O VLibras é uma suíte de ferramentas utilizadas na tradução automática do Português para a Língua Brasileira de Sinais, Resultado de uma parceria entre o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP), por meio da Secretaria de Tecnologia da Informação (STI) e a Universidade Federal da Paraíba (UFPB). É possível utilizar essas ferramentas tanto no computador Desktop quanto em smartphones e tablet para traduzir conteúdos digitais (texto, áudio e vídeo) para a Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS, tornando-os acessíveis para pessoas surdas.

Baixe o progrma VLibras diretamente no site do projeto:


Fonte(s): 
https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/cotidiano/libras-o-que/47425

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Dia Internacional da Montanha - 11 de Dezembro

Foto: Albert Becker (Creative Commons)

O Dia Internacional das Montanhas foi estabelecido pela Organização das Nações Unidas  - ONU a ser celebrado no dia 11 de dezembro para conscientização da importancia das montanhas e sua preservação.

Boa parte da área terrestre do planeta está coberta por montanhas, que abrigam inúmeras espécies animais e vegetais e são responsáveis por cerca de 70% da água doce do mundo.

As mudanças climáticas estão afetando drasticamente os glaciares e afetando as montanhas, deixando-as vulneráveis a desasstres que impactam a vida de todos.

Os montanhistas estão sempre em busca de uma harmonia com as montanhas, estudando e encontrando formas de não prejudicar ou deteriorar este ambiente que tanto nos ajuda e nos faz bem.

O aumento do volume de pessoas em atividades outdoor sem o mínimo de preocupação com o meio-ambiente ou ao próximo também contribui para a poluição e desestabilização desta tão importante e esplendorosa elevação chamada de montanha. 

Fica registrado então esta reverência às montanhas e os votos de esperança de que as pessoas se conscientizem e preservem cada vez mais o seu meio-ambiente.






















Fonte dos dados: http://www.un.org/en/events/mountainday/

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Cuidado com a cervical

Resultado de imagem para text neck  smartphone kg

  Nos atendimentos à vítima de trauma existe uma preocupação em não mover a coluna e em especial a região cervical para não agravar ou ocasionar uma lesão, mas no dia a dia existem muitas posições que forçam a nossa região cervical e podem gerar muitos males, desde alguns sintomas aparentemente não relacionados como dores de cabeça e alterações na deglutição ou até mesmo problemas mais severos como hérnias de disco ou desgaste articular.

   A figura acima ilustra como a inclinação da cabeça multiplica a força/pressão exercida sobre as estruturas da região cervical, fazendo um comparativo com uma referência de 5kg em sua posição anatômica.

   Existem vários estudos a respeito deste efeito atribuído ao uso de smartphones. O termo em inglês é "Text Neck".

   Portanto vale a pena observar sua postura ao trabalhar sentado em uma mesa, ao sentar no sofá e principalmetne ao utilizar o smartphone, já que são várias horas por dia na frente da tela.

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

A origem da Penicilina

Imagem relacionada

Sir Alexander Fleming - (1881 - 1955)

Em 1908, bacharelou-se em medicina com medalha de ouro e trabalhou como professor em St. Mary's até 1914. Serviu o exército britânico como capitão do hospital militar durante a Primeira Guerra Mundial.

No começo de sua carreira médica, Fleming interessou-se pela ação bacteriana no sangue e pela natureza dos antissépticos. Logo, dedicou-se a buscar uma substância antibacteriana que não fosse tóxica.

Em 1928, em decorrência de condições acidentais em seu laboratório, descobre que uma cultura de mofo do gênero Penicillium seria capaz de destruir bactérias responsáveis por gerar enfermidades nos seres humanos. Após pesquisar mais aprofundadamente o fenômeno, confirmou a eficácia da substância gerada por essa cultura de mofo, que prevenia o crescimento de bactérias patogênicas mesmo quando diluída 800 vezes.

A substância que descobriu foi chamada de Penicilina, e permitiu uma verdadeira revolução nos métodos de tratamento médicos, marcando o início da era dos antibióticos. 

Resultado de imagem para fleming